quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Meu LINDO...


Não perguntes como foi. Não to sei dizer. Vieste sem pedir licença. Apoderaste-te do meu coração, pousaste as tuas nas minhas mãos. Entrelaçamos os nós dos dedos um no outro. Abanaste o meu mundo, fazias-me tremer por dentro. Tentava mostrar-te a minha segurança, mas, tudo o que transparecia era a minha fragilidade e vontade de te abraçar por toda a eternidade. Já te disse que adoro quando me abraças? Para mim é o lugar mais seguro do mundo, o lugar onde me perco, onde me reencontras. É contra o meu peito que tens saudades minhas. É contra o teu peito que eu mato as minhas saudades de ti. Sentados num banquinho que já viu milhares de beijos nossos e de abraços apertados, fizemos promessas e juras de amor eterno. Hoje acredito que tudo é possível. Que uma só pessoa pode mudar o curso de uma outra vida…a minha vida. És a minha vida.






És o meu amor…o meu grande e primeiro amor…

Nenhum comentário:

Postar um comentário